Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert

Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert

Banco de Dados

Por letra do alfabeto
Baixar em PDFBaixar em PDF

CALCITA (Calcite)

Categoria

Minerais

Subgrupo

Grupo da Calcita

Fórmula

CaCO3

Polimorfo da aragonita e da vaterita

Sistema

Trigonal

Classe cristalográfica

Escalenoédrica hexagonal (Hexagonal Scalenohedral)

Hábito

Normalmente ocorre como cristais ou como agregados de grânulos grossos e finos. Também em estalactites, estalagmites e concreções, em massas de granulação fina a compacta ou terrosas. Cristaliza-se com grande variedade de formas (mais de 300 conhecidas). Apresenta três hábitos importantes:

i) prismático (prismas longos ou curtos), nos quais as faces do prisma são bem desenvolvidas, com terminações em pinacóide basal ou romboédricas;
ii) romboédrico, em que predominam as formas romboédricas, tanto obtusas como agudas; a forma fundamental não é comum;
iii) escalenoédrico, em que predominam os escalenoedros, freqüentemente com faces do prisma e truncaturas romboédricas. Os cristais podem ser tabulares finos a espessos {0001}. Possui geminações sobre o plano romboédrico negativo, muitas vezes apresenta-se como lamelas geminadas de origem secundária, podendo ser produzida artificialmente por deformação. São comuns os geminados em que o plano de geminação é o pinacoide basal {0001}, sendo menos comum a geminação segundo o romboedro fundamental.

Clivagem

Clivagem romboédrica perfeita {10̅11} (ângulo da clivagem = 74º55’)

Fratura

conchoidal

Tenacidade

quebradiço

Cor

Laranja, Azul, Verde, Marrom, Branco, Amarelo, Incolor, Cinza, Preto, Rosa

FORMA CRISTALOGRÁFICA

use o mouse para girar
Figura
  • Bordas
  • Eixos
  • Milers
  • Opaco
  • Translúcido
  • Transparente
Visualizar
  • Eixo A
  • Eixo B
  • Eixo C
  • Clinógrafo
  • Girar
  • Pare de girar
Qualidade
  • Alta
  • Padrão
  • Baixa

Modelos 3d e código HTML5 cedidos por www.smorf.nl

Dureza: baixa

3,0

Densidade: Leve

2,71g/cm3

PROPRIEDADES ÓTICAS

Cor em lâmina

Incolor

Relevo

forte negativo (-), moderado positivo (+), moderado negativo (-)

  • ω = 1,6544-1,658
  • ε = 1,4847-1,486

Caráter ótico

Uniaxial, anomalamente Biaxial

Sinal ótico

negativo (-)

Gênese

A calcita é um mineral de ocorrência muito comum. Pode formar-se por processos magmáticos, metamórficos, hidrotermais e sedimentares (químico, bioquímico e biológico), sendo o principal constituinte de muitos calcários, mármores e carbonatitos. Ocorre também em tufos, meteoritos, em conchas e como cimento em rochas sedimentares, comum em cavernas como espeleotemas; também em rochas ígneas alcalinas a máficas. Comum preenchendo fraturas.

Minerais com os quais ocorre associado

Ocorre associado a dolomita, celestita, fluorita, barita, pirita, marcassita, esfalerita (em veios de baixa temperatura); zeólita, calcedônia, clorita (em vesículas); talco, tremolita, grossulária, quartzo (em rochas metamórficas), nefelina, diopsídio, apatita, ortoclásio (em rochas ígneas).

Birrefringência: extrema

0,170 0,172

Ângulo 2V

14°

Dispersão

Muito forte

Diafaneidade

Opaco, Transparente

Traço

Branco

Brilho

nacarado, vítreo

Solubilidade

  • em água:Não
  • em HCl:Sim
  • Solúvel em HCl diluído a frio, com grande efervescência (desprendimento de CO2).
  • Higroscopia:Não

Escala de Fusibilidade

7

  • DeliquescênciaNão
  • FluorescênciaSim
  • pode apresentar fluorescência vermelha, azul, amarela e em outras cores sob SW e LW UV
  • FosforescênciaSim
  • TermoluminescênciaSim
  • TriboluminescênciaSim
  • Raramente triboluminescente
  • CatodoluminescênciaSim
  • RadioativoNão
  • SaborNão
  • MagnéticoNão