Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert

Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert

Banco de Dados

Por letra do alfabeto
Baixar em PDFBaixar em PDF

CIANITA (Kyanite)

Categoria

Minerais

Classe

Silicatos

Fórmula

Al2SiO5 ou Al[6]Al[6]OSiO4

Polimorfo com a andaluzita, sillimanita e mullita

Sistema

Triclínico

Classe cristalográfica

Pinacoidal (Pinacoidal)

Hábito

Os cristais são colunares, em geral achatados, longos e tabulares em {100}, alongados || a [001]. As seções características são alargadas, tabulares, paralelas a (100) com estrias paralelas a (010). Os cristais podem ser ripiformes. Ocorre em agregados laminares, às vezes em drusas de cristais que divergem radialmente. Raramente fibrosa. Possui geminação lamelar (100) e múltipla (001), com eixo de geminação ⊥ {100} ou || [010] ou [001], comum.

Clivagem

Duas direções de clivagem, uma direção perfeita {100} e uma boa {010}, (100) ∧ (010) = 79º, (100) ∧ c = 85º.

Partição

{001}

Fratura

estilhaçada

Cor

Azul, Verde, Branco, Amarelo, Incolor, Cinza, Preto, Rosa

FORMA CRISTALOGRÁFICA

use o mouse para girar
Figura
  • Bordas
  • Eixos
  • Milers
  • Opaco
  • Translúcido
  • Transparente
Visualizar
  • Eixo A
  • Eixo B
  • Eixo C
  • Clinógrafo
  • Girar
  • Pare de girar
Qualidade
  • Alta
  • Padrão
  • Baixa

Modelos 3d e código HTML5 cedidos por www.smorf.nl

Dureza: alta, moderada

4,5 7,0

Densidade: Pesado

3,53g/cm3 3,65g/cm3

PROPRIEDADES ÓTICAS

Cor em lâmina

Incolor, Azul claro

Pleocroísmo

fraco

Fórmula pleocróica

X = Incolor; Y = Azul, Violeta; Z = Azul cobalto

Relevo

forte positivo (+)

  • α = 1,710-1,718
  • β = 1,719-1,725
  • γ = 1,724-1,734

Caráter ótico

Biaxial

Sinal ótico

negativo (-)

Gênese

É um mineral comum. Produto de metamorfismo regional sobre rochas ricas em alumínio (por exemplo, rochas pelíticas) em condições de pressão média alta e temperatura moderada a alta, podendo aparecer em gnaisses, xistos, pegmatitos e veios hidrotermais a pneumatolítico com quartzo. Pode forma-se em rochas metamáficas e/ou metaultramáficas submetidas à alta pressão. Ocorre também em eclogitos e em chaminés kimberlíticas (ocorrências de granada-onfacita-cianita). Os produtos de alteração incluem a pirofilita, muscovita e sericita. Pode inverter para sillimanita ou andaluzita, por variação nas condições de pressão e temperatura. Pode ocorrer como mineral detrítico em rochas sedimentares. Rochas magmáticas submetidas à lixiviação, com enriquecimento relativo em alumínio também podem gerar cianita durante a evolução tectônico-metamórfica.

Minerais com os quais ocorre associado

Ocorre associado à estaurolita, andaluzita, sillimanita, talco, hornblenda, gedrita, mullita, coríndon, plagioclásio, quartzo, feldspato K, etc.

Birrefringência: moderada

0,012 0,016

Ângulo 2V

78° 83°

Dispersão

r > v, Fraca

Diafaneidade

Transparente, Translúcido

Traço

Branco

Brilho

nacarado, vítreo