Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert

Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert

Classificação de Rochas Ígneas

A classificação de rochas magmáticas pode ser feita de diversas formas, sendo em geral baseada em elementos químicos maiores presentes na rocha, na forma de óxidos (SiO2, Al2O3, CaO, MgO, K2O, Na2O, etc., em %). A proporção entre estes elementos reflete a mineralogia presente, e portanto, através da identificação mineralógica, é possível classificar as rochas com maior ou menor precisão de acordo com seu conteúdo químico.

 

Acidez: classificação quanto à porcentagem total de SiO2 presente na rocha, em:

  • Ácida: mais de 65% de SiO2
  • Intermediária: de 52 a 65% de SiO2
  • Básica: 45 a 52% de SiO2
  • Ultrabásica: menos de 45% de SiO2

 

Sílica saturação: classificação da rocha quanto à saturação em sílica, identificada através da presença de minerais silicáticos saturados ( minerais não deficientes em sílica), insaturados (deficientes em sílica), e sílica livre (através da presença de quartzo), em:

  • Supersaturada: Quartzo (apresenta excesso em SiO2)
  • Insaturada: Feldspatoides (apresenta deficiência em SiO2)
  • Saturada: Piroxênios e feldspatos(apresenta equilíbrio em SiO2)

 

Relação dos feldspatos presentes: classificação através da proporção entre os diferentes tipos de feldspatos (potássicos e sódico-cálcicos) presentes nas rochas, em:

RochaRelação Feldspato potássico/Plagioclásio
Potássica≥ 2/3
Calco-potássica∼ 1
Sódico-cálcica (Plg An <50)≤ 1/3
Calco-sódica (Plg An >50)≤ 1/3